Aécio Neves acredita que Dilma deveria pedir desculpas às famílias que ficaram assustadas com boato de extinção do Bolsa Família

O novo presidente do PSDB, Aécio Neves, acredita que a presidente Dilma deve uma pedido de desculpas á população que ficou assustada com o boato da extinção do Bolsa Família e foi às pressas para a Caixa Econômica Federal.

O provável candidato à Presidência da República e presidente do PSDB Aécio Neves  alertou que muitos diretores das estatais brasileiras e alguns ministros escolhidos não estão preparados para exercer tais funções.

A notícia foi divulgada logo após uma confusão que girou em torno da possível extinção do Bolsa Família. O equívoco provocou uma corrida de beneficiários do programa às agências da Caixa Econômica Federal em busca de saques. “Isso a meu ver é fruto desse aparelhamento excessivo da máquina pública que leva a desvios pessoas que não estão qualificadas para determinados cargos” afirmou Aécio Neves, presidente do PSDB.

— Na verdade, o que é lamentável é que assistimos mais uma vez, uma respeitável instituição, patrimônio do povo brasileiro, atuando em favor de um governo. A Caixa Econômica não é de um governo, porque os governos são circunstanciais. Ela é do Estado, portanto da sociedade brasileira, e como tal deveria agir concluiu Aécio Neves (PSDB-MG).

Aécio Neves diz que o Bolsa Família será mantido

Na última quinta-feira(23/5) o novo presidente do PSDB e possível candidato à presidência em 2014, Aécio Neves (PSDB), participou do Programa do Ratinho, no quadro “Dois dedos de prosa”. A presença do mineiro serviu para estreitar ainda mais a relação do comandante do PSDB com a população do Brasil.

Ao ser questionado se mudaria o programa atual de governo, Aécio Neves (PSDB) disse que não e que o programa de distribuição de renda nasceu na gestão do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (1995-2002). “O Bolsa Família é uma criação nossa. Os programas de transferência de renda foram criados por nós” afirmou Aécio.

Durante o programa, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) fez críticas à condução da saúde, educação e segurança pública e destacou programas do governo paulista de Geraldo Alckmin, como o que estabelece a internação compulsória para dependentes de drogas.

Aécio Neves alerta para o perigo da criação dos perfis falsos na internet

Perfis falsos inundam as áreas de comentários de sites e blogs com palavras-chaves previamente definidas. Aécio Neves, presidente do PSDB relata que robôs são usados para induzir pesquisas com o claro objetivo de manipular os sistemas de busca de conteúdo; calúnias são disparadas de forma planejada e replicadas exaustivamente, com a pretensão de parecerem naturais.

Liberdades de imprensa, de informação e de opinião são conquistas definitivas da nossa sociedade. Calúnia, injúria e difamação são crimes. E assim devem ser tratados defendeu Aécio Neves (PSDB-MG).

A ex-senadora Marina Silvia afirmou que esse movimento foi observado quando internautas espalharam que ela defendia o deputado Marco Feliciano. Segundo Marina, em 2010, “já era visível essa militância dirigida, que depois se profissionalizou”.

“Ninguém discute os benefícios da internet, que carrega o sonho de um mundo mais plural e democrático. Tamanha transformação exige, porém, um novo senso ético e de responsabilidade compartilhada”, disse o presidente do PSDB Aécio Neves em sua coluna no jornal Folha de São Paulo.

Aécio Neves terá como inspiração de governo legado do avô

Com a maioria dos votos, mais precisamente  97,3% dos votos, o mineiro Aécio Neves (PSDB)] foi confirmado para liderar o partido durante a convenção nacional, em Brasília. Diversos nomes fortes na legenda, dentre eles governadores, parlamentares e prefeitos, compareceram ao encontro.

Aécio Neves (PSDB) agradeceu a presença da militância e o voto de confiança para que ele conduza o partido em meio à eleição presidencial de 2014. Não será fácil a nossa missão, mas está longe de ser impossível. Não vamos enfrentar apenas um partido, mas um partido que se encastelou no poder”, afirmou.

Tarso Genro, governador petista do Rio Grande do Sul, festejou o fato de o presidenciável tucano não renegar o legado de FHC. “Aécio Neves colocando FHC como referência programática coloca o debate nacional nos seus devidos termos: a disputa terá mais conteúdo.”

Aécio Neves e as eleições de 2014

Caso Aécio Neves realmente se confirme para ser o candidato do PSDB a participar das eleições de 2014, já é possível conhecer algumas de suas opiniões em sua coluna na Folha de São Paulo, publicada toda segunda feira. Além disso, a página oficial de Aécio Neves no Facebook é uma espécie de biografia com os passos e ideologias do mineiro.

Para a carreira política de Aécio Neves, a candidatura à presidência da República seria um grande passo. Aécio Neves está no PSDB há 23 anos, sendo que o partido existe há 24. Já foi deputado federal quatro vezes, é ex-governador de Minas Gerais e atual senador pelo estado. Além disso, começou a carreira sendo secretário particular do seu avô, Tancredo Neves, a esperança do Brasil, falecido em 85.

O assunto está gerando pauta nos mais diversos veículos, porém a verdade é que nada se sabe ao certo sobre quem deve representar o partido tucano nas eleições presidenciais de 2014. Segundo o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, ainda é muito cedo para o assunto. Agora o foco de Aécio Neves, presidente do PSBD é percorrer o Brasil para conhecer a necessidade do país.

Aécio Neves é contras as reeleições

Aécio Neves já vem demonstrando opinião sobre diversos assuntos, incluindo alguns polêmicos. Ele é favorável ao casamento entre pessoas do mesmo sexo, contra a legalização do aborto. Nas últimas semanas mostrou que é a favor da modernização portuária.

Para completar, Aécio Neves diz que os mandatos deveriam ser de cinco e não quatro anos como é atualmente. Segundo ele, isso dá tempo suficiente para o candidato colocar em prática a propostas e planos feitos no início do mandato. Além disso, acredita que a prática deve ter início já em 2014. Aécio Neves diz que mandatos de 2 anos são uma loucura, como é o caso de seu novo cargo de presidente do PSDB.

A proposta de Aécio Neves é que a reeleição seja impossibilitada, pois muitos candidatos usam a segunda metade de seu mandato para se reeleger. Mesmo sendo um dos possíveis candidatos do PSDB na presidência em 2014, Aécio Neves tem uma opinião forte sobre reeleições: não devem existir. Se você deseja conhecer mais sobre a vida de Aécio Neves, acesse seu Facebook Oficial.

 

Aécio Neves cada vez mais perto da presidência do PSDB

Em convenção que será realizada no próximo sábado, Aécio Neves não terá adversários na eleição para presidência do partido. O mineiro precisará apenas 20% dos votos válidos para ser eleito. Pois, de acordo com o estatuto do PSDB, as chapas precisam ser registradas até 12 dias antes da convenção.

O senador Aécio Neves assumirá a cadeira da presidência do PSDB no lugar do deputado Sérgio Guerra (PE). O atual presidente foi um dos principais articuladores da indicação do senador mineiro para a direção da sigla.

No próximo sábado, além do novo presidente da PSDB, serão escolhidos 236 nomes para o diretório nacional, entre 177 titulares e 59 suplentes. O partido espera levar 1.500 filiados para o ato que acontecerá no Centro de Eventos Brasil 21.

Na convenção o pré-candidato à Presidência da República, o senador Aécio Neves (MG) será eleito presidente do PSDB. O mandato é de dois anos, com possibilidade de reeleição.